quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

A VODKA - by Mr. Incrível

A Vodka tem sido objeto de adoração desde a idade média. Entre as polonesas, russas, francesas e finlandesas este fabuloso líquido norteia as mais diversas idéias oriundas de festas e eventos sociais. Mágoas, golpes militares, tristezas, alegrias e as mais fabulosas histórias são contadas regadas com este líquido mágico.

Em minha última investida no mundo vodkês, resolvi realizar infusões de cereja e oferecer a minha dedicada sogra e uma maravilhosa tia que estavam prontas e ansiosas para provar o divino fruto. Tal foi o sucesso da cereja na vodka ou talvez uma quantidade excessiva de vodka com a cereja que após alguns tragos estávamos casando toda a família, inclusive aqueles que considerávamos mal casados. Foi uma festa misturar de tudo, vodka e a família e imaginar o bendito fruto do casamento de uma cunhada de 38 anos com um senhor idoso recém viúvo de 68. Coitado do viúvo!!!! Após mais alguns tragos o senhor cunhado de 38 anos casava com a viúva de 68 e mais um pouquinho nem o senhor nem a cunhada casavam, ambos viajam em busca de novas aventuras, obviamente regadas a muita vodka.

Seguindo ainda neste caminho, após a cereja, desistimos das infusões e continuamos numa russa, purinha, purinha, cremosa, quase congelada. A esta altura, já havia três tias e várias sogras (desgraça pouca é bobagem) e todas falavam em me casar com um senhor viúvo de 68 anos. Sendo assim, me retirei do recinto morrendo de medo das idéias que surgiam a cada trago.

Concluindo, vodka, tias e sogras não combinam, se beber uma evite beber as demais!!!!

5 comentários:

  1. Mais uma crônica para a nossa coleção de Literatura Fantástica!
    Bebeu hein fio!
    De qualquer jeito tenho que admitir que gostei.
    Bem vindo a lista de primeiro e único escritor convidado do nosso blog.
    Abraços da Diretoria.

    ResponderExcluir
  2. inclusive me parece q esse texto foi escrito sob efeito dessa cereja, rs...bom mesmo é qd colocam no brigadeiro e vem um soninho totosoooooooo!!!
    Cu é cu né? E o de bebado tem dono sim, ufa!!!

    ResponderExcluir
  3. Êta porre de fim de ano!! Um montão de genros bêbados tb não é brinquedo - eu vi dois.

    ResponderExcluir
  4. Cê também não é fraca não hein.

    ResponderExcluir
  5. quando os dois dedos forem três será uma boa hora para parar...he he he

    ResponderExcluir